Publicidades

18/11/2017 | 19:39 | Esporte

Inter vence o Goiás e segue vivo na briga pelo título da Série B

Partida ainda teve lance polêmico envolvendo a arbitragem

Ricardo Duarte / Inter,Divulgação


A vitória do Inter por 2 a 0 sobre o Goiás pode ser definida como AC/DC: antes de Camilo, depois de Camilo. O cabeludo camisa 21 entrou no segundo tempo no lugar de Sasha e mudou a cara amarrada de um Inter que simplesmente não conseguia atacar os donos da casa. Com Camilo em campo, o Inter definiu o jogo em dois lances. Com a vitória no Serra Dourada e o tropeço do América-MG no estádio do Café, a equipe de Odair Hellmann chega à última rodada ainda com chances de título na Série B. 


Em um estádio com enormes vazios nas arquibancadas, Goiás e Inter pareciam cumprir um penoso calendário antes das férias no início da partida. No calorão superior a 30° C de Goiânia, o time de Odair Hellmann parecia estar em ritmo de amistoso. Já o Goiás do atacante Nathan Cachorrão, cria da base colorada, desejava carimbar a vaga do Inter à Série A. 


Enquanto os cruzamentos do Goiás zuniam a área de Danilo Fernandes, a equipe de vermelho mal conseguia chegar ao gol de Marcelo Rangel. Além disso, a saída de bola do Inter parecia mais o Jogo dos Sete Erros. Foram raras as vezes em que laterais e zagueiros conseguiram conduzir a bola com alguma qualidade até o meio-campo. 


O Inter precisou de 31 minutos para dar um bom chute a gol. Damião fez a jogada em frente à área e levantou para D'Alessandro, que pegou de primeira e obrigou Rangel a fazer uma difícil defesa. A segunda metade do primeiro tempo redimiu o começo de jogo do Inter. Aos, 43 minutos, Thales marcou um bole gol após cobrança de escanteio, mas a arbitragem anulou, marcando falta de ataque no lance anterior.


O primeiro tempo chegou ao fim com o Inter um pouco melhor do que o Goiás, mas sem qualquer inspiração.


De volta ao jogo para o segundo tempo, o Goiás fez 1 a 0 logo aos três minutos. Porém, o gol foi anulado. O paranaense Héber Roberto Lopes marcou alguma irregularidade que não ficou clara na jogada que antecedeu ao gol. Houve muita reclamação dos jogadores do Goiás. Ninguém entendeu a marcação. 


Com o placar de volta ao 0 a 0, o sistema defensivo do Inter seguiu um convite ao ataque adversário. Aos 10 minutos, Carlos Eduardo - meia que interessa ao Inter para 2018 - passou fácil pela zaga colorada, invadiu a área, ficou cara a cara com Danilo Fernandes e o goleiro colorado fez mais uma defesa salvadora.


Aos 12 minutos, Camilo substituiu Sasha. Um minuto depois, um momento de lucidez no ataque. D'Alessandro ergueu a bola para Camilo, que com um toque tirou a zaga e o goleiro da jogada, encontrando Pottker livre na pequena área. E o camisa 99 apenas empurrou para o gol.


Definitivamente, o time de Hellmann com Camilo no lugar de Sasha destravou, abriu os caminhos, foi ao ataque. E ampliou. O cabeludo meia recebeu a bola na risca do meio-campo, ergueu os olhos e bateu em curva. Um lançamento perfeito, atrás da zaga, e nos pés de Pottker, que correu área adentro e bateu na saída de Rangel: 2 a 0. Com o placar encaminhado, o Inter passou a administrar o jogo e conseguiu defini-lo sem maiores sustos. 


A vitória colorada somada ao empate do América-MG com o Londrina, no Estádio do Café, mantém o Inter com chances de ser campeão na última rodada da Série B. Dois pontos atrás do líder, América-MG, o Inter precisa vencer o Guarani no Beira-Rio e torcer por empate em Belo Horizonte entre América-MG e CRB.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer