Publicidades

20/05/2018 | 18:35 | Saúde

Santiago tem caso confirmado de Febre Chikungunya

Rafael Nemitz


A Secretaria Municipal de Saúde de Santiago informou na manhã deste domingo (20) a confirmação do primeiro caso de Febre Chikungunya no Município. A doença foi contraída por uma mulher de aproximadamente 40 anos, moradora do bairro São Vicente. O anúncio foi feito no gabinete do prefeito.


O Município aguarda o resultado dos exames em outras 12 pessoas, que apresentaram sintomas relacionados aos mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, da Febre Chikungunya e do Zica Vírus. O bairro Centro concentra a maioria das suspeitas.


Quem apresentar os sintomas descritos acima deve procurar atendimento médico na unidade de saúde mais próxima, o mais breve possível.


Como evitar a proliferação do Aedes Aegypti


Qualquer local que possa juntar água limpa e parada é um foco do mosquito Aedes aegypti: pratos de vasos de plantas, caixas d'água mal tampadas, latas, garrafas, plásticos, cacos, pneus, piscinas sem tratamento da água, calhas etc. O perigo maior é em casa. Calcula-se que 90% dos focos do mosquito sejam domésticos.


Em Santiago, a infestação está em 8%, índice de alto risco. Para se ter noção, o Ministério da Saúde considera risco de surto o índice superior a 4%. 


Um dos grandes problemas na cidade é a existência de muitos terrenos sujos, que colaboram com a infestação e a proliferação de outros insetos. A Prefeitura, desde a última semana, começou a multar os proprietários que não executarem a limpeza desses locais.

Fonte: Rafael Nemitz

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer