Publicidades

27/05/2018 | 21:08 | Esporte

Com gol de Thonny Anderson, Grêmio vence o Ceará no Castelão

Destaque da partida, Everton deu o passe para o gol gremista em Fortaleza

Thonny Anderson substituiu Maicon no jogo aos 32 minutos do segundo tempo (Lucas Uebel / Grêmio, Divulgação)


Na base da superação, o Grêmio obteve uma importante vitória fora de casa por 1 a 0 sobre o Ceará neste domingo. Com gol de Thonny Anderson, o time de Renato Portaluppi pulou para o quinto lugar na tabela do Brasileirão e ficou a dois pontos do líder Flamengo.


Após cruzar o país em meio à Greve dos Caminhoneiros, o Grêmio buscava os três pontos no Castelão para não se distanciar dos ponteiros na tabela do Brasileirão. Por isso, Renato fez questão de iniciar o jogo com Everton, que retornava ao time após 15 dias afastado do time por lesão muscular. Cearense de Maracanaú, o meia-atacante revelado pelo Fortaleza estava jogando em casa.


O início gremista foi animador. Afinal, o Ceará não se retraiu em seu campo defensivo e se dispôs a avançar ao ataque. Naturalmente, deixava espaços para que o Grêmio pudesse aproveitar. Espaço também era o que queria Everton. 


Aos quatro minutos, o Cebolinha foi lançado por Cícero na área, driblou o marcador ao dominar a bola e, quase sem ângulo, acertou a trave do Ceará. O meia-atacante também teve boa chance aos oito: ingressou na área na base da superação e chegou a ficar cara a cara com o goleiro Everson, mas foi interceptado antes do arremate.


Com a estreia do técnico Jorginho, os jogadores do Ceará tentavam mostrar serviço ao novo chefe. A figura mais perigosa do ataque do time cearense era Felipe Azevedo, que tentou, aos 14 minutos, ingressar com a bola na área, mas foi travado por Bressan na hora da conclusão. 


O Grêmio tinha mais volume de jogo, mas faltava objetividade, já que André pouco se aproximava dos meias para receber a bola. Até por isso, as ações ofensivas se resumiam aos chutes de Everton. O melhor deles, aos 43, foi da intermediária e passou perto do ângulo do gol adversário.


Sem mudanças no segundo tempo, o Grêmio voltou do vestiário com mais volúpia. No primeiro minuto, Everton ingressou na área e, após carrinho do zagueiro Luiz Otávio, caiu na área. Inicialmente, o árbitro Wagner Reway marcou pênalti. Mas, alertado pelo assistente, voltou atrás na decisão. Afinal, o jogador do Ceará mal encostou em Everton, que ainda ganhou amarelo por simulação.


No lance seguinte, contudo, o Grêmio não teve marcado um pênalti legítimo. Everton, mais uma vez, investiu sobre a defesa do Ceará e foi derrubado pelo lateral-direito Samuel Xavier na linha da grande área. No entanto, a arbitragem apenas marcou falta, equivocadamente.


Para tentar renovar o fôlego do Grêmio, Renato promoveu duas trocas: Léo Moura por Lima e André, de atuação apagada, por Thaciano. As mexidas deram mais presença ofensiva ao time, que passou a criar boas chances. 


Aos 24, Thaciano recebeu de Ramiro na área e concluiu para boa defesa de Everson. O meia também levou perigo aos 26, em chute forte da intermediária espalmado pelo goleiro. Outra boa chance do Grêmio foi criada aos 31: Jailson tocou na área para Everton concluir com força, exigindo grande defesa de Everson. 


Para buscar o gol da vitória, Renato decidiu colocar Thonny Anderson na vaga de Maicon. A aposta deu certo: aos 35 minutos, Everton disparou pela ponta direita e cruzou na cabeça do meia-atacante de 20 anos, que mandou para o fundo do gol do Ceará e definiu a vitória do Grêmio no Castelão.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer