Publicidades

29/05/2018 | 20:09 | Praia Notícias | Geral

Exército atua em bloqueios em SC para garantir que caminhoneiros possam seguir viagem

No início da tarde desta terça-feira em Palhoça (Betina HUmeres / Diário Catarinense)


No início da tarde desta terça-feira (29), o Exército, em uma operação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), começou a atuar em alguns pontos de protestos em Santa Catarina. O objetivo, segundo a PRF, é garantir a saída dos caminhoneiros que queiram seguir viagem e poderiam estar sendo coagidos a permanecer nos bloqueios. 


Na Grande Florianópolis, em um posto de gasolina na BR-101, no km 216, em Palhoça, foi registrada a chegada dos militares e de agentes da PRF nesta terça. De acordo com o inspetor Soares, da PRF, dos 300 caminhões que estavam parados em Palhoça, 30 deixaram o movimento até as 17h40min. Outros manifestantes vaiavam os veículos que deixavam o bloqueio.


Apesar de a chegada dos militares ter sido aplaudida pelos manifestantes, houve registro de que um caminhão, que passou pelo bloqueio, teve o vidro quebrado. O  relato do caminhoneiro é que um grupo, em carros e motos, teria perseguido quem fura o bloqueio. Nesse caso, fecharam o caminhão e quebraram o vidro.  O caminhoneiro chamou a PM e foi escoltado até Florianópolis.  


Há outros pontos do Estado com a atuação conjunta do Exército e da PRF, porém não foram divulgados pela PRF. 


Em nota, o Exército Brasileiro informa que, "em cooperação com a PRF e PMSC, realizará, a partir da tarde desta terça-feira (29 de maio), missões de segurança e escolta nas principais Rodovias Federais, a fim de assegurar a livre circulação de caminhoneiros e outros usuários das vias que possam estar sendo impedidos de trafegar." 


O Exército diz ainda que, "neste primeiro dia, as tropas percorrerão as BR-101, BR-282 e BR-470, passando pelos pontos de concentração de manifestantes. Nos dias subsequentes, outras rodovias poderão ser incluídas na operação conjunta com os demais órgãos de segurança pública".


Sobre a paralisação


A greve dos caminhoneiros entra em seu nono dia afetando principalmente o transporte coletivo, situação comum entre as cinco maiores cidades catarinenses. A informação mais recente é de Florianópolis, onde os ônibus estão circulando com horários de sábado e a partir de quarta-feira (30) passam a operar em horário normal, mas em períodos restritos: das 4h às 8h, 11h às 14h e 17h às 20h. 


Norte de SC


Em Joinville, o transporte público operou normalmente até a segunda, mas desde esta terça também tem restrição nos horários menos movimentados. No Norte de SC, por volta das 17h, o Exército seguia em direção a um posto de combustível na BR-101, em Joinville, para ajudar caminhoneiros que desejam sair dos pontos com protestos. 


No posto localizado no km 26 da rodovia, onde há um um ponto de mobilização com centenas de caminhões desde terça da semana passada, apenas um caminhoneiro decidiu sair quando a PRF e o Exército ofereceram proteção. A ação durou menos de uma hora e não registrou confrontos. 


Entre os manifestantes, havia receio e dúvida sobre a chegada dos policiais e dos militares. Um caminhoneiro autônomo de Joinville que atuou intercedendo nas conversas entre manifestantes e policiais se comprometeu a reunir os participantes em grupos para explicar a ação. 


Outro caminhoneiro, Cleiton Rocha, 32 anos, disse que não tinha informação de algum deles gostaria de deixar o movimento ou que estaria proibido de sair. Há familiares que estão acampando junto do grupo.

Fonte: Diário Catarinense

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer