Publicidades

02/06/2018 | 18:15 | Esporte

Inter pressiona, mas fica no empate com o Sport no Beira-Rio

Com o 0 a 0, equipe comandada por Odair Hellmann perde posições na tabela

Félix Zucco / Agência RBS


A tentativa do Inter de chegar a quatro vitórias seguidas no Brasileirão esbarrou no Sport. Com uma defesa bem postada, o time pernambucano segurou o ataque colorado e garantiu o 0 a 0, frustrando mais de 31 mil pessoas no Beira-Rio.


Com os retornos de Iago e Leandro Damião, Odair só não teve D'Alessandro de seus titulares habituais. O argentino cumpriu seu último jogo de suspensão pelas confusões que se envolveu no Gre-Nal e no jogo contra o Flamengo. Desta forma, o técnico repetiu o sistema que defende no 4-1-4-1 e ataca no 4-3-3.


O Inter começou em cima. Aos sete minutos, Lucca recuperou a bola no meio e fez um belo lançamento para Pottker. O atacante ganhou na força de Sander e ficou frente a frente de Magrão e bateu em cima do goleiro. Aos 10, Lucca também arriscou, mas seu chute de fora da área passou à direita da meta.


O Sport reagiu aos 14. Rogério encontrou espaço pelo lado direito e mandou um chute forte, perto do travessão. Aos 19, Fellipe Bastos tentou da intermediária, Danilo defendeu após desvio na marcação. 


A resposta do Inter foi imediata. Aos 21, Patrick e Iago tabelaram pela esquerda. O volante cruzou, a defesa afastou mal e Damião pegou o rebote. Seu chute carimbou a zaga, e o centroavante pediu pênalti. A bola ainda sobrou para Pottker, que, em um mix entre chute e cruzamento, errou tudo. Direto para fora. Aos 26, Iago quase fez um golaço. Pelo lado esquerdo, driblou três adversários e concluiu, por cima. Dois minutos mais tarde, Lucca fez jogada de pivô e deixou Patrick em boa condição, mas Magrão salvou com uma bela defesa. 


Depois que o Sport conseguiu equilibrar o jogo, o Inter voltou a levar perigo aos 35. Zeca fez fila na defesa e abriu para Pottker, que cruzou. Damião cabeceou na rede pelo lado de fora.


O Inter voltou para o segundo tempo sem trocas. E com ritmo inferior ao do primeiro tempo. Sem alternativas ofensivas e bem marcado, o time sofreu duas alterações em 17 minutos: Lucca e Pottker saíram, Nico López e Rossi entraram. 


Nico deu o primeiro chute da segunda etapa, nas mãos de Magrão. Depois, o uruguaio cobrou escanteio que a zaga do Sport cortou para trás, quase fazendo contra.


Com fôlego renovado, o Inter partiu para a pressão. Forçando a jogada pelas pontas, acumulou escanteios. O Sport, por outro lado, tentava diminuir o ímpeto colorado. Mas seus contra-ataques encontravam uma atuação exuberante de Cuesta.


A pressão quase virou gol aos 34. Nico apanhou um rebote da entrada da área e soltou o pé esquerdo. A bola pegou na junção da trave com o travessão. 


A última troca foi no meio. Rodrigo Dourado, que levou terceiro cartão amarelo e está fora do jogo de terça, contra o São Paulo, deu lugar a Juan Alano. 


O Sport ainda levou perigo aos 42, em cobrança de falta desviada por Fellipe Bastos, por cima. E desta vez, os acréscimos não trouxeram a vitória do Inter.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer