Publicidades

07/06/2018 | 05:27 | Esporte

No reencontro com Roger Machado, Grêmio perde para o Palmeiras na Arena

Willian marcou duas vezes

Grêmio perdeu por 2 a 0 (Lauro Alves / Agencia RBS)


O Grêmio levou a pior no reencontro com Roger Machado. Em jogo de muita qualidade, o Palmeiras venceu por 2 a 0, dois gols de Willian, na noite desta quarta-feira, e ultrapassou a equipe de Renato Portaluppi, que caiu para o sexto lugar no Brasileirão e voltou a perder depois de dez jogos. 


Desde que colocou os pés na Arena, Roger cumprimentou funcionários e dirigentes do Grêmio, que chegaram a fazer fila para saudá-lo. Na saída do vestiário, foi a vez do abraço em Renato. Entrando em campo, Roger foi aplaudido pelos torcedores e, já no reservado visitante, foi abraçado pelos jogadores gremistas.


— É sempre um prazer retornar à minha casa - agradeceu o técnico do Palmeiras.


Antes de a bola rolar, Renato teve dois desfalques de última hora. Eles foram Léo Moura, que não pôde atuar por uma amigdalite, e Ramiro, que chegou a ser confirmado entre os titulares, mas sentiu dores no tornozelo durante o aquecimento. Em seus lugares, entraram Leonardo e Lima.


Nos minutos iniciais, o Grêmio teve de se acostumar com algo que não ocorria há algum tempo na Arena: jogar sem a bola. Com volúpia, o Palmeiras se atirou ao ataque. No primeiro minuto, Willian ganhou de Maicon na entrada da área e mandou um chute na trave esquerda de Marcelo Grohe. 


Com o passar do tempo, o Grêmio foi se encontrando. Chegou aos 16 com um surpreendente Leonardo, que mandou um chute perigoso, buscando o ângulo, que exigiu defesa de reflexo de Jailson. Aos 29, foi a vez de Luan, que mandou nas mãos do goleiro do Palmeiras.


No lance seguinte, o Palmeiras avançou em contra-ataque veloz com Willian, que driblou Bressan na entrada da área, mas foi travado por Kannemann na hora da conclusão. Aos 37, outra chance dos paulistas: Dudu avançou com a bola e tocou para Hyoran servir Willian, que mandou no travessão de Grohe. O Grêmio respondeu com Luan, que recebeu de André na frente da área e buscou o ângulo de Jailson, que espalmou por cima.


O time de Renato voltou do vestiário sem Maicon. O capitão sentiu dores na panturrilha esquerda e teve de ser substituído por Jailson. Ainda assim, o Grêmio criou boa chance no primeiro minuto: André lançou Lima, que avançou até a entrada da área e concluiu para boa defesa do goleiro do Palmeiras. Aos sete, foi a vez de Arthur, em tentativa de cruzamento da ponta direita, acertar a trave paulista.


Mas o Grêmio sofreu muito a ausência de Maicon, o que fez o Palmeiras crescer no jogo. Com mais posse de bola, o time de Roger puxava contra-ataques em velocidade e levava perigo. Tanto que, aos 21 minutos, em arrancada de Dudu, Willian foi lançado na área e mandou de primeira no canto direito de Marcelo Grohe: 1 a 0.


De imediato, Renato mandou Pepê a campo no lugar de Lima. O Grêmio tornou-se mais agressivo, pressionando em busca do empate. Aos 22, Everton driblou dois na ponta esquerda e avançou até a pequena área, mas André chegou atrasado e não conseguiu aproveitar o cruzamento. No minuto seguinte, André também não conseguiu aproveitar rebote e concluiu em cima da zaga do Palmeiras. Outra chance veio aos 26, quando Bressan cabeceou escanteio por cima. 


Outro recurso usado por Renato para buscar o gol foi colocar Thonny Anderson na vaga de Arthur. No entanto, foi o Palmeiras que ampliou: aos 41, Willian foi lançado na área e desviou de Marcelo Grohe para definir o 2 a 0 na Arena.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer