Publicidades

13/06/2018 | 21:37 | Esporte

Na Ilha do Retiro, Grêmio empata em 0 a 0 com o Sport

Jogo teve poucas oportunidades de gol

Arthur foi um dos melhores em campo (ALDO CARNEIRO / ESTADÃO CONTEÚDO)


Antes da parada do Brasileirão, o Grêmio ficou em um empate sem gols com o Sport em Recife na noite desta quarta-feira. Em um jogo de pouca qualidade, o ponto somado fora de casa ficou de bom tamanho para a equipe de Renato Portaluppi. Com um mês de descanso para o grupo, a volta ao campeonato será em 18 de julho, contra o Atlético-MG, na Arena.


Com 11 desfalques, Renato se viu obrigado a fazer mudanças importantes no time que foi a campo na Ilha do Retiro. A principal foi no meio-campo, com a utilização de Thaciano como meia central, na vaga de Luan, preservado por desgaste. Ainda tivesse o retorno de Ramiro, recuperado de uma pancada no tornozelo, o treinador manteve Lima como titular. A diferença foi que, desta vez, o garoto atuou pela esquerda, na vaga do suspenso Everton.


Antes do jogo, Renato deu a entender que sua equipe, pela grande quantidade de ausências, adotaria uma postura mais recuada em campo.


— Será um pouco diferente, vamos fazer eles provarem um pouco do veneno contra a gente. O entrosamento não é o mesmo – disse o técnico.


O Sport, que faz boa campanha no Brasileirão, exibia um time bem ajeitado pelo técnico Claudinei Oliveira. Com marcação forte, os pernambucanos iniciaram com maior domínio da bola e tiveram a primeira chance de gol: aos sete, Marlone cruzou para Rafael Marques na área, que desviou de cabeça para fora.


O Grêmio respondeu em contra-ataque de velocidade aos 10 minutos. Foi quando Cortez disparou pela ponta esquerda e serviu Lima, que girou dentro da área e concluiu por cima do gol. Na sequência, Arthur teve boa chance em bola parada, mas o volante cobrou falta da entrada da área nas mãos do goleiro Maílson.


A cada vez que encostava na bola, André recebia enorme vaia das arquibancadas. Após deixar o Sport de forma polêmica no início do ano, era a primeira vez em que o centroavante reencontrava seu ex-clube. Mas André só aparecia no momento em que era derrubado pelos adversários. Em um jogo de baixa qualidade, as chances eram raras. Volta e meia, o Sport tentava um cruzamento ou um chute, mas sem ameaçar Grohe. O primeiro tempo terminou com mais faltas do que conclusões.


Na segunda etapa, o Grêmio voltou mais ofensivo. Mesmo sem trocas, a equipe de Renato teve boa chance com Ramiro, em conclusão de fora da área aos dois minutos encaixada por Maílson. Outra chance, aos cinco minutos, veio em cruzamento de Ramiro para Thaciano, que desviou de cabeça para boa defesa do goleiro do Sport.


O time pernambucano voltou a atacar mais após a entrada de Michel Bastos. O meia, ex-Grêmio, acionou Rogério com um belo lançamento aos 17. Mas após dominar na área, o atacante errou o chute na hora da conclusão. Outra chance de Rogério viria aos 21, após driblar Ramiro e Paulo Miranda. Mas Bressan apareceu para fazer o desarme antes da finalização.


O técnico Renato ainda tentou mudar o panorama da partida ao colocar Pepê e Jael em campo. Mas quem levou perigo foi o Sport, aos 35 minutos, com Everton Felipe, em chute forte da entrada da área para boa defesa de Marcelo Grohe.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer