Publicidades

04/07/2018 | 05:49 | Polícia

Motorista de aplicativo desaparecida há um dia é encontrada morta

Isabel Lazzarin Gonsalves morava em Gravataí e tinha dois filhos pequenos. Corpo foi localizado em Mostardas, no Sul

Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal


A motorista de aplicativo Isabel Lazzarin Gonsalves, 29 anos, que estava desaparecida há um dia, foi encontrada morta em Mostardas, no Sul. De acordo com o delegado André Roese, testemunhas relataram que o Gol de Isabel estava estacionado na entrada de uma fazenda desde a manhã de segunda-feira (2). A polícia foi chamada durante a noite e encontrou o corpo, que estava caído entre os bancos dianteiros e o traseiro do carro.


Conhecida como Bel pelos amigos, a motorista morava em Gravataí e tinha dois filhos pequenos, de cinco e oito anos. Segundo depoimento da família, a jovem havia saído na noite de domingo para levar passageiros até Montenegro. A família relatou ainda que tentou contato por meio do celular da motorista no dia seguinte, mas a ligação foi atendida por um homem que informou que o número não pertencia mais a Isabel — logo após, o telefone foi desligado.


O delegado Roese acredita que Isabel tenha sido morta por enforcamento, uma vez que foi encontrado um fio amarrado ao seu pescoço. Ela também tinha ferimentos na cabeça, que não foi possível identificar se são de golpes de faca ou causados por outro tipo de violência. O veículo e o corpo foram encaminhados para perícia.


O banco dianteiro do passageiro estava parcialmente queimado. A polícia trabalha com a hipótese de que os criminosos tenham tentado incendiar o veículo, mas, como as portas estavam fechadas, não havia oxigênio para que as chamas se propagassem.


A polícia ainda não tem informações sobre a motivação do assassinato. Conforme Roese, a investigação irá verificar, entre outras coisas, se foi homicídio ou latrocínio. Em princípio, apenas o celular da vítima foi levado.


A família informou que Isabel era cadastrada apenas no aplicativo Uber e que teria saído na  noite de domingo para realizar uma viagem solicitada. Procurada pela reportagem, a empresa Uber disse em nota que não realizou nenhuma viagem no dia informado. 


Confira o posicionamento da empresa


"A Uber lamenta profundamente que os cidadãos sofram com a violência e brutalidade que permeiam nossa sociedade. Prestamos toda nossa solidariedade à família da motorista parceira Isabel Cristine Lazzarin Gonsalves neste momento tão difícil. A última viagem da parceira com o app da Uber foi concluída normalmente na manhã de sábado (30). Como o noticiário informa que ela desapareceu no domingo, parece seguro concluir que a ocorrência não tem relação com a atividade pelo aplicativo. A Uber está à disposição para colaborar com as investigações, na forma da lei, e espera que os responsáveis sejam trazidos à Justiça o mais brevemente possível."

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer