Publicidades

19/08/2018 | 07:44 | Saúde | Três de Maio

Ocorrência de Aedes aegypt é a menor desde 2017

Vigilância em Saúde registrou pontuação de 3,7 no último levantamento


A Secretaria Municipal de Saúde registrou a menor pontuação no Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) desde o início de 2017. O índice está em 3,7 em contraposição a 10,8 registrados em janeiro do ano passado. A redução, de quase 70%, é resultado de trabalho permanente e mobilização social.



“Atingimos esse índice porque os agentes de endemia vão diariamente a campo. Nossas equipes realizam trabalho de casa em casa, fazem a coleta das larvas e detectam são de Aedes Aegypt ou não”, explica a coordenadora da Vigilância em Saúde, Bernadete Erbes.



Atualmente, a Prefeitura conta com uma equipe de nove agentes de endemia que realizam visitação aos 10.142 imóveis e pontos estratégicos de forma cíclica, a cada três ou quatro meses – conforme planejamento do Ministério da Saúde. Além disso, ações pontuais e de conscientização da população têm sido importantes.



“Os mutirões de limpeza e coleta de lixo são muito importantes, ajudam muito. Mas precisamos da colaboração da população de forma permanente. Se cada um fizer um trabalho de formiguinha, a população ajuda a evitar um surto de Dengue. O inverno não teve tanta chuva, mas daqui a pouco começa o calor e não queremos que o índice suba”, reforça Bernadete.



CUIDADOS BÁSICOS



A Secretaria da Saúde também alerta que o armazenamento de água da chuva deve ser feito em reservatórios com tampa ou tela e a água precisa ser tratada com cloro. Também entram no rol de cuidados que todos devem ter em suas residências, a limpeza periódica das calhas e evitar o descarte ao ar livre de objetos que possam acumular água (potes, sucatas, vasos, pneus, etc.). 


Fonte: Ana Júlia Tiellet/Coordenadoria de Comunicação

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer