Publicidades

24/10/2018 | 12:08 | Geral

Tradicional fabricante de máquinas agrícolas de Ijuí entra em recuperação judicial

Após decisão, empresa tem 60 dias para apresentar plano de restruturação dos débitos

Arquivo Imasa


A Justiça aceitou o pedido de recuperação judicial do Grupo Imasa. A empresa, que fabrica máquinas agrícolas, tem sede em Ijuí e emprega 100 pessoas. 


Segundo a Imasa, o pedido de recuperação judicial foi motivado pela crise econômica no país. A empresa terá 60 dias para apresentar um plano de reestruturação das dívidas, que precisa ser aprovado por credores e homologado pela Justiça. O passivo supera R$ 9 milhões, sendo que quase R$ 4 milhões são de créditos trabalhistas.


Enquanto não houver aprovação do plano de recuperação judicial, a empresa não faz o pagamento das dívidas. 


- A Imasa teve uma queda acentuada de vendas e, aliado a isso, um alto custo das fontes de financiamento. A empresa é viável e precisa desse tempo de estagnação de seus passivos para conseguir se recuperar - explica a advogada Aline Ribeiro Babetzki, do escritório ABAC - Aline Babetzki Advocacia e Consultoria Jurídica, responsável pelo processo.


- Fundada em 1922, a Imasa desenvolve o sistema chamado de "Plantio Direto", que faz a cobertura do solo para manter os nutrientes. Tem representantes no Brasil, Paraguai, Bolívia e Costa Rica. Também exporta para Paraguai, Uruguai, Argentina, Bolívia, Portugal, Espanha, França e Angola. As informações são da colunista Giane Guerra do site GauchaZH.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer