Publicidades

12/11/2018 | 14:50 | Saúde

Vanderli participa de Assembleia sobre dividas do estado

O Hospital vida & Saúde tem hoje mais de R$ 5 milhões em atraso com o estado

Divulgação


A Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, religiosos e Filantrópicos do estado reuniu sua direção, na última semana, para tratar da dívida do estado com a saúde. Vanderli de Barros, Diretora Geral do Vida & Saúde que faz parte da direção da Federação participou do ato.


O Governo soma R$ 655 milhões em atraso na saúde, segundo a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul, sendo que destes, R$ 500 milhões, conforme a Famurs, são de pendências com administrações municipais. Neste valor, está incluído o atraso do hospital de Santa Rosa, Vida & Saúde, que tem a receber por serviços já prestados R$ 4.498.012,17. Se somado mais o valor em atraso do ipe, o valor total a receber, passa de R$ 5 milhões. Em função desse atraso foi necessário por parte do Conselho de Administração realizar dois empréstimos, sendo um com Banrisul e outro com Sicredi.


De acordo com Vanderli de Barros, “O possível está sendo feito para que os salários não atrasem, e os serviços não sejam suspensos, como já vem ocorrendo em alguns municípios do estado”. A Diretora Geral destaca também que uma importante mobilização foi realizada na Federação já que vários hospitais estão parando atendimentos, como o Hospital de Montenegro que paralisou 800 consultas e 118 cirurgias eletivas, “Estamos bastante preocupados com os atrasos e com a crise da saúde no estado e estamos aguardando posicionamento do estado”. O valor a receber pelo Vida & Saúde é referente a UPA, SAMU e complementos de diárias da UTI. Nos próximos dias a Famurs irá se reunir com governador eleito Eduardo Leite para tratar do assunto.

Fonte: Assessoria de Imprensa V&S

Mais notícias desta categoria

18/03/2019 | 15:39

OdontoSESC no Vida & Saúde

Publicidades


Mario Junior designer