Publicidades

25/11/2018 | 21:01 | Esporte

Grêmio empata com o Vitória no Barradão e tem posição no G-4 ameaçada

Com o empate em Salvador, Tricolor corre risco de ser ultrapassado pelo São Paulo, que enfrenta o Sport, no Morumbi, nesta segunda-feira

Everton não consegui marcar em Salvador - LUCAS UEBEL / Divulgação / GREMIO FBPA


O Grêmio mais uma vez deixou escapar a chance de se firmar no G-4 no Brasileirão. Em jogo de má qualidade, o time de Renato Portaluppi ficou em um empate sem gols com o Vitória, em Salvador, neste domingo (25), e corre risco de ser ultrapassado pelo São Paulo, que enfrenta o Sport, no Morumbi, nesta segunda-feira. O próximo desafio, na última rodada do campeonato, será contra o Corinthians, no próximo domingo (2), na Arena.


Em meio a uma tarde escaldante, com poucos torcedores nas arquibancadas do Barradão, o Grêmio foi a campo com novidades. Na defesa, as principais eram a volta de Kannemann e a presença de Léo Moura entre os titulares — vale lembrar que Renato havia definido que o veterano só atuaria em partidas na Arena. 


No meio-campo, Maicon, com lesão muscular, seguia de fora. Mas, desta vez, Cícero, e não Matheus Henrique, foi seu substituto. No ataque, o treinador gremista manteve mais uma vez o rodízio de centroavantes e optou por utilizar André.


Desesperado em seu último suspiro para evitar o rebaixamento, o Vitória tentou avançar ao ataque. Aos quatro minutos, teve boa chance após falta de Ramiro na entrada da área. Na cobrança, contudo, Rhayner mandou a bola na barreira.


O Grêmio tentava se encontrar no jogo. Os principais avanços ocorriam pelo lado direito, puxados por Léo Moura. No ataque, André exibia a mesma ineficiência de partidas anteriores, errando até passes simples. Assim, o protagonismo recaía sobre Everton. Aos 12, o Cebolinha recebeu na área, dividiu com a zaga do Vitória e caiu no gramado. A arbitragem, corretamente, nada marcou. Na jogada seguinte, o atacante levou perigo novamente. Após ingressar na área, concluiu para boa defesa do goleiro João Gabriel.


O lance de maior contundência do Grêmio, contudo, veio por cima. Aos 14, Jean Pyerre cobrou escanteio na medida para Cícero, que saltou alto e venceu a zaga do Vitória. Mas o cabeceio, caprichosamente, explodiu na trave.


O time baiano tentou responder pelo lado direito do ataque. O veloz Lucas Fernandes tinha vantagem no confronto individual com Cortez e aparecia com frequência no ataque. Foi assim aos 23, quando Luan arrancou e serviu Fernandes na entrada da área. Mas a conclusão, sem rumo, saiu pela lateral.


A resposta do Grêmio veio com Jean Pyerre. O garoto avançou na intermediária aos 27 e concluiu em chute forte, que passou perto da trave do Vitória. Aos 30, ele tentou acionar Everton na área, mas foi interceptado pelo volante Willian Farias. 


Para tentar dar mais velocidade ao ataque, Renato tirou Michel e colocou Alisson em campo. No final do primeiro tempo, o gol quase veio com Léo Moura. Aos 40, o lateral-direito driblou Fabiano, ingressou na área e concluiu para fora, em chute que rebateu em Lucas Ribeiro.


Sem mudanças para a segunda etapa, o time gaúcho parecia estar mais disposto a tirar o zero do placar. No primeiro minuto, João Gabriel, ao tentar driblar André, quase entregou um gol ao Grêmio. Mas conseguiu se recuperar a tempo e tirou a bola pela linha lateral. Depois, foi a vez de Jean Pyerre arriscar para boa defesa do goleiro do Vitória.


Em menos de um minuto, o Grêmio perdeu duas chances de gol. Aos 11, Everton tocou para Alisson, que recebeu livre na área e concluiu em cima de João Gabriel. Segundos depois, o mesmo Everton acionou Léo Moura, que cruzou na pequena área para André, que também chutou em cima do goleiro.


Aos 13, mais uma chance perdida: Everton ingressou na área na base do drible e finalizou para a defesa de João Gabriel.


Irritado com as oportunidades disperdiçadas, Renato resolveu trocar André por Jael. Mas quem levou perigo foi o Vitória. Aos 19, Léo Ceará recebeu na área, girou em cima de Geromel e concluiu para defesa exuberante de Paulo Victor.


O jogo ganhou contornos dramáticos nos minutos finais. Após chance perdida por Geromel, aos 26, que concluiu para defesa de João Gabriel. O Vitória voltou à carga com Yago, aos 28, que recebeu de Lucas Fernandes e obrigou Paulo Victor a fazer grande intervenção.


O Grêmio ainda teve mais duas chances para fazer o gol. Aos 31, Thonny Anderson recebeu de Jael e demorou a concluir e não teve êxito. Depois, aos 37, Jael escorou para Geromel na área, mas o chute foi para fora. Agora,  resta secar o São Paulo contra o Sport na segunda-feira para o time seguir no G-4.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer