Publicidades

16/03/2019 | 17:17 | Praia Notícias | Polícia

Homem que mantinha estúdio para atrair candidatas a modelo é preso em Blumenau

Investigações mostram que ele mantinha estúdio, mesmo sem ter lucro. Ele induzia e constrangia as vítimas a tirar fotos em poses sensuais, às vezes nuas

Homem mantinha estúdio fotográfico em Blumenau ? Polícia Civil/Divulgação


Um homem de 56 anos foi preso por armazenar fotos com adolescentes em cenas pornográficas, em Blumenau, no Vale do Itajaí. A prisão foi realizada no Bairro Velha, onde ele mantinha um estúdio, nesta sexta-feira (15). No local foi cumprido o mandado de busca e apreensão e prisão preventiva.


Durante o cumprimento do mandado, uma adolescente de 17 anos estava terminando um ensaio fotográfico. A jovem contou que chegou a ficar de lingerie.


No local a Polícia Civil encontrou material cadastral, fotográfico e vídeos de uma câmera oculta no estúdio, que o suspeito usava para registrar inclusive a troca de roupas das modelos, sem o conhecimento delas.


O homem foi interrogado e levado para o presídio de Blumenau. Ele vai responder pelo crime de violação sexual mediante fraude em continuidade delitiva. A polícia apura ainda o material apreendido para os delitos de importunação sexual.


Reincidente


De acordo com a Polícia Civil, em 2011, o suspeito já havia sido autuado em flagrante portando fotos de uma adolescente nua. Foi condenado por produzir e armazenar imagens de adolescentes em cenas pornográficas.


Em 2014 respondeu a um inquérito policial por violação sexual mediante fraude, depois que uma vítima contou que procurou o estúdio para fazer um ensaio. Ela ficou despida e contou que o suspeito acariciou os seios e genitália dela, enquanto estava nua, contra a vontade.


Em nova investigação iniciada em 2018 apurou-se que ele, mesmo não obtendo lucro com o estúdio, o mantinha com o intuito de atrair candidatas a modelos, inclusive adolescentes, com a promessa de uma vaga de modelo.


Conforme a polícia, ele as induzia e constrangia a tirar fotos em poses sensuais e muitas vezes nuas, passando a mão nas partes íntimas delas, contra a vontade das vítimas.


Orientação


A Polícia Civil orienta que as vítimas procurem a delegacia para registarem a ocorrência e serem ouvidas.

Fonte: G1

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer