Publicidades

20/06/2019 | 06:02 | Polícia

Presa jovem acusada de matar filha recém-nascida em Santiago

Rafael Nemitz


Foi presa preventivamente nesta quarta-feira (19) a jovem Talita, de 18 anos. Ela é acusada pela Polícia Civil de matar a filha, recém-nascida, após o parto, na madrugada de 25 de maio de 2019, em Santiago. Neste dia, a jovem procurou atendimento no Pronto Socorro Municipal alegando sangramento, porém omitiu que havia dado à luz. Após exame de gravidez e constatação médica que havia ocorrido um parto, ela informou, na presença da mãe, que a bebê, com aproximadamente 9 meses, estava enrolada em paninhos dentro de uma caixa e em cima de um roupeiro em sua casa. A mãe da acusada foi até o local e encontrou a bebê sem vida.


De acordo com a Delegada Débora Durlo Poltosi, responsável pela investigação realizada em conjunto pela Seção de Investigação da Delegacia de Polícia e Cartório de Proteção à Criança e ao Adolescente, Talita responderá por homicídio qualificado. O pedido de prisão preventiva, feito pela Delegada, foi realizado após a Polícia Civil receber o laudo do exame de necropsia que apontou que a bebê nasceu viva, sendo a prisão decretada pelo Poder Judiciário. A acusada, desde a descoberta do corpo, permaneceu em silêncio e irá se manifestar somente em juízo. Talita foi conduzida ao Presídio onde ficará à disposição da Justiça.

Fonte: Rafael Nemitz

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer