Publicidades

24/06/2019 | 14:50 | Educação | Três de Maio

Incubadora Tecnológica Setrem recebe certificação Cerne

Reconhecimento entregue pela Anprotec tem o objetivo de ampliar a capacidade da Incubadora em gerar, sistematicamente, empreendimentos inovadores bem-sucedidos

SETREM/divulgação


A Incubadora Tecnológica Setrem conquistou a certificação na metodologia Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (Cerne). Este reconhecimento é entregue pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e tem como objetivo criar um modelo e padrão de atuação, de forma a ampliar a capacidade da incubadora em gerar, sistematicamente, empreendimentos inovadores bem-sucedidos.


“Esta é uma importante notícia para a Setrem, resultado de uma longa caminhada de construção de um processo sólido da metodologia de funcionamento da Incubadora”, comemora a coordenadora da Incubadora Setrem, Franzéli Kaspary. Segundo ela, a partir desta certificação, cria-se uma base de referência para que as incubadoras de diferentes áreas e portes possam reduzir o nível de variabilidade na obtenção de sucesso das empresas apoiadas.


O processo de implantação do modelo Cerne traz vários benefícios para a Incubadora e para as empresas apoiadas, tais como melhoria na transparência e na padronização dos processos, ampliação da quantidade e da qualidade dos empreendimentos, aumentando sua taxa de sucesso. “A implantação do Cerne numa incubadora exige o comprometimento da equipe de gestão e dos parceiros, uma vez que se trata de um processo de mudança que afeta todas as dimensões de sua atuação”, destaca a coordenadora da Incubadora Setrem.


O modelo Cerne está estruturado em quatro níveis de maturidade. A Incubadora Setrem foi certificada com o Cerne 1 – Empreendimento. Nesse primeiro nível, todos os processos e práticas estão diretamente relacionados ao desenvolvimento dos empreendimentos. Nesse sentido, além de processos como planejamento, qualificação, assessoria, seleção e monitoramento, foram incluídas práticas diretamente ligadas aÌ� gestão da incubadora.


“São práticas que, por sua vez, possuem uma relação muito estreita com o desenvolvimento dos empreendimentos, a exemplo da gestão financeira e gestão da infraestrutura física e tecnológica”, completa Franzéli. Ao implantar esse nível, a Incubadora demonstra que tem capacidade para prospectar e selecionar boas ideias e transformá-las em negócios inovadores bem-sucedidos, sistemática e repetidamente.

Fonte: Assessoria SETREM

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer