Publicidades

11/09/2019 | 05:30 | Esporte

Brasil é derrotado pela seleção peruana em amistoso nos EUA

Luis Abram, de cabeça, fez o gol da vitória aos 40 minutos do segundo tempo

Apesar da derrota, Richarlison foi um dos destaques da equipe de Tite - Pedro Martins / MoWA Press


Com Neymar no banco de reservas por boa parte do jogo, o Brasil foi derrotado pela seleção peruana por  1 a 0, nesta terça-feira em amistoso em Los Angeles, nos EUA.


O gol da vitória peruana foi marcado pelo zagueiro Luis Abram, de cabeça, aos 40 minutos do segundo tempo, após cobrança de falta alçada na área brasileira.


Quatro dias após empatar em 2 a 2 com a Colômbia, em Miami, onde Neymar fez sua volta aos gramados após três meses lesionado, o técnico Tite optou por realizar alguns testes na equipe e deixou o atacante do PSG no banco.


Com um ataque formado por Coutinho, David Neres, Richarlison e Firmino, a Seleção sofreu para criar jogadas de perigo contra um adversário  motivado para devolver a derrota na final da Copa América, em julho.


A derrota foi apenas a terceira de Tite no comando da seleção. Antes, o técnico só havia perdido um amistoso para a Argentina e a partida das quartas de final da Copa do Mundo da Rússia para a Bélgica.


Seleção peruana melhor


Como esperado, a equipe do técnico argentino Ricardo Gareca entrou em campo ligada, apostando em uma marcação alta e intensa para complicar o sistema criativo do Brasil. Deu certo.


Sem Arthur, Daniel Alves e principalmente Neymar, e prejudicados pelo gramado raso do Coliseu de Los Angeles, os brasileiros encontraram enorme dificuldades para tabelar e criar chances de gol.


Assim, os raros momentos de emoção no primeiro tempo foram de autoria de Richarlison, jogador mais efetivo do ataque brasileiro e que obrigou o goleiro peruano Gallese a fazer duas boas defesas em chutes de fora da área, aos 33 e aos 43 minutos.


Na volta do intervalo, a conversa no vestiário pareceu dar resultados e o Brasil criou em 10 minutos mais chances de gol do que em todo o primeiro tempo.


Aos 4 minutos, Allan apareceu sozinho na cara do gol após linda jogada de Richarlison, mas a bola passou por cima do gol de Gallese. Aos 9 minutos, foi a vez de Coutinho soltar a bomba da entrada da área depois de Firmino ajeitar a bola. O goleiro peruano fez a defesa.


Neymar em campo


Com 15 minutos do segundo tempo, Tite finalmente ouviu os pedidos da torcida brasileira no estádio e chamou Neymar, mas não abriu mão de promover mais testes na equipe, colocando em campo também Fabinho e Lucas Paquetá. Pouco depois, foi a vez de Vinicius Junior fazer sua estreia na seleção principal.


Caindo mais pelo meio do campo, deixando a banda esquerda para o jovem atacante do Real Madrid, Neymar até que tentou fazer a diferença, mas também não encontrou soluções para furar o bloqueio defensivo peruano e terminou o jogo sem finalizar nenhuma vez.


E quando a partida se encaminhava para um melancólico empate sem gol, uma falta na entrada da área a 5 minutos do fim do jogo deu à seleção peruana a chance que precisava para devolver a derrota na final da Copa América. No lance, Yotún cruzou na área, Ederson saiu mal do gol e Abram escorou de cabeça.


BRASIL: Ederson, Fagner, Marquinhos, Eder Militão e Alex Sandro; Casemiro (Fabinho intervalo), Allan e Philippe Coutinho (Bruno Henrique 38'/2ºT); David Neres (Lucas Paquetá 17'/2ºT), Roberto Firmino (Neymar 17'/2ºT) e Richarlison (Vinicius Junior 27'/2ºT). Técnico: Tite.


PERU: Gallese, Advíncula, Zambrano (Santamaría 24'/2ºT), Abram e Trauco; Tapia, Aquino (Christofer Gonzáles 23'/2ºT), Yotún (Ballón 47'/2ºT), Gabriel Costa (Cueva 26'/2ºT) e Flores (Carrillo 26'/2ºT); Ruidíaz (Reyna intervalo). Técnico: Ricardo Gareca.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer