Contador de visitas

utilizadores online
09/08/2017 | 05:45 | Polícia Embolia Pulmonar pode ser causa da morte de advogada horizontinense no Paraná

Foto: Rede Social


A advogada horizontinense Daniela Gusman Sauer, 30 anos, foi encontrada sem vida no final da tarde desta terça-feira, dia 08, no apartamento onde morava na capital do Estado do Paraná. As primeiras informações dão conta de que a jovem teve morte causada, possivelmente,  por uma embolia pulmonar. Ela havia rompido o tendão em abril deste ano em um jogo de voleibol e passado por cirurgia. A OAB paranaense lamentou em nota o falecimento da advogada.


A causídica é filha do advogado horizontinense Ricardo Alexandre Sauer e de Emilia Paz Gusman servidora municipal da Secretaria de Saúde. Daniela trabalhava em um escritório de advocacia. Ela vivia em união estável com o Engenheiro Mecânico Leonardo Rodrigues, natural de Tucunduva, egresso do curso de engenharia da Faculdade Horizontina, que ao chegar do trabalho encontrou-a sem vida.


O corpo está sendo transladado para Horizontina onde será velado e sepultado. Dani, como é chamada pelos amigos, nasceu e viveu sua infância e juventude em Horizontina. Seus pais são pessoas vastamente relacionadas e conhecidas na comunidade. Ricardo já foi vereador por três mandatos na Câmara Municipal. A mãe havia de anos é funcionária de carreira do município de Horizontina na área da Vigilância Sanitária.


De acordo Administrador de Empresas e ex-vereador do município Rui Hirt, companheiro de Emília, mãe da jovem, o corpo saiu de Curitiba por volta das 9h de hoje, quarta-feira, dia 9.

Fonte: Jornal Folha Cidade


Localizar notícia:

Jornalista Responsável: Paulo Airton Pires Marques
Reg. Prof. MTE/DRT/RS n° 16408
CNPJ: 15251707/0001-48
Telefone: 55 99645-2601(Whatsapp)
E-mail: paulomarquesnoticias@paulomarquesnoticias.com.br
Rua Professor Del Aglio, 128, Três de Maio-RS - CEP 98910-000