Publicidades

21/07/2021 | 16:58 | Polícia

Peritos do IGP estiveram na manhã de hoje no local que desabou com o vento na Ilha das Flores, em Porto Alegre

Assessoria de Imprensa

Quatro peritos criminais do Instituto-Geral de Perícias estiveram na manhã de hoje (21) no local que desabou durante um evento no último domingo, na Ilha das Flores, em Porto Alegre. Usando um barco, eles avaliaram a estrutura da parte de baixo do deque, em busca de vestígios que apontem o estado de conservação do local. O trabalho durou cerca de cinco horas.

A primeira constatação da perícia - feita na 2a feira, 19 - é de que o excesso de peso colaborou para o rompimento do deque. Também foi constatado que pontos no entorno da estrutura rompida indicavam falhas de conservação. Porém, somente com a finalização do trabalho vai ser possível apontar as causas do acidente. Depois de finalizada a perícia no local, o perito criminal responsável deve iniciar a redação do laudo pericial.

A perícia já fez o levantamento fotográfico das peças que foram rompidas, além da medição dos elementos da estrutura – a parte colapsada tem aproximadamente 50 metros quadrados. A equipe ainda aguarda o envio do projeto estrutural, com informações sobre a capacidade de peso suportada, para confronto com uma estimativa de peso das pessoas que se encontravam lá no momento do desabamento. O local está sendo atendido pela Seção de Engenharia do Departamento de Criminalística do IGP.

Fonte: ASCOM/IGP

Mais notícias desta categoria

Publicidades