Publicidades

19/09/2021 | 07:35 | Geral

Obra de alargamento da faixa de areia em Balneário Camboriú tem ''visita'' de tubarão e máquina atolada

Duas situações aconteceram na última quinta-feira, no trecho da Barra Sul

Desenvolvida nos anos 1960, técnica chamada ?engordamento de praia?) é a mais usada atualmente - Divulgação / Prefeitura de Balneário Camboriú

A gigantesca e ousada obra de engenharia que vai proporcionar o aumento da faixa de areia de 25 para 70 metros de largura no Balneário Camboriú, em Santa Catarina, iniciou uma nova etapa neste sábado (18).  Após concluir o primeiro trecho, na Barra Sul, a draga Galileo Galilei, de 166 metros de comprimento e 36 metros de largura, trabalha agora no transporte da areia na Barra Norte. Mas os últimos dias de atuação na parte Sul não foram de calmaria para os funcionários.

Na quinta-feira (16), um tubarão-martelo juvenil de pontas pretas, com cerca de dois metros de comprimento, foi avistado no trecho onde acontecem as obras de alargamento. O animal estava nadando junto ao molhe da Barra Sul. 

Em entrevista ao G1,  a secretária do Meio Ambiente de Balneário Camboriú, Maria Heloísa Lenzi, afirmou ser comum a "visita" de tubarões dessa espécie na costa catarinense. Segundo ela, não é possível afirmar se existe relação entre a obra de alargamento e o avistamento do animal.

— As equipes de biólogos e oceanógrafos que estão trabalhando na obra estão monitorando a enseada — afirmou Maria Heloísa.

Pouco tempo depois do visitante inusitado, uma das máquinas de apoio à draga Galileo Galilei atolou na faixa de areia. Um vídeo publicado nas redes sociais mostra o momento em que um trator de esteira não consegue sair de um declive da areia. Os próprios funcionários se mobilizaram e conseguiram resolver a situação. Ninguém ficou ferido. 

Segundo a prefeitura afirmou ao G1, o solo forma “bolhas” devido ao material dragado e a situação pode acontecer durante a operação de aterro hidráulico e que as equipes estão preparadas para agir rapidamente.

O custo da obra de alargamento está orçado em R$ 66,8 milhões, e a entrega deve ocorrer em novembro. 

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades