Publicidades

25/09/2021 | 08:55 | Geral

Conheça o milionário que ganhou tilápia, queijo e ovos na Rifa da Fazendinha

Criciumense Ricardo Brandão é dono da Brametal, empresa com 2 mil funcionários e faturamento superior a R$ 1,2 bi - Brametal / Divulgação

O empresário criciumense Ricardo Brandão lidera uma empresa fundada em Criciúma em 1975, que tem 2 mil funcionários em três plantas industriais e faturou R$ 1,2 bilhão em 2020. O sócio-proprietário da Brametal provou que é, também, um homem de sorte. Ele foi o ganhador do nono prêmio da Rifa da Fazendinha, sorteada na última segunda-feira (20), na Escola Bortolotto, em Nova Veneza. Os prêmios foram dois quilos de filé de tilápia, um queijo e uma dúzia de ovos.

Um total de 16 pessoas foram contempladas pela rifa, que conta ainda com felizardos de Nova Veneza, Araranguá, Forquilhinha, Florianópolis, Joinville e Ituporanga, além de dois gaúchos (Porto Alegre e Canoas) e um paranaense (Serranópolis do Iguaçu). Há, ainda, o caso de um contemplado ainda não localizado. A rifa teve 48.899 números vendidos e contou com participações de muitas cidades de Santa Catarina, de todos os estados do Brasil e de vários países da Europa, Américas e até da Ásia e Oceania.

O caso do dono da Brametal

Ricardo Brandão leva para casa dois quilos de filé de tilápia, um queijo e uma dúzia de ovos. Muito próspero, o empresário cultiva hábitos simples em Criciúma. Frequenta há anos o mesmo bar com um grupo de amigos das antigas, no Centro da cidade, e sempre que pode convida pessoas próximas para ir até Linhares, no Espírito Santo, em seu jato particular avaliado em R$ 30 milhões, para conhecer a mais recente das suas unidades empresariais.

- Conversei com ele ontem. Realmente, uma pessoa muito simples, estava muito feliz e nos deu os parabéns pela rifa - contou a diretora da escola, Jussara Sávio. - Ele está em viagem, nos disse que estará segunda-feira em Criciúma pra receber o prêmio. Vamos convidar o Ricardo pra vir conhecer a escola - informou. Brandão pediu para que a escola não divulgasse quantos números da rifa ele comprou. O próprio empresário fez um pix para adquirir os números e concorrer aos prêmios.

Sobre os investimentos de Brandão, a Brametal mantém sua principal unidade no Espírito Santo desde meados dos anos 90. Inaugurou a ampliação da estrutura em maio de 2018. Trata-se de uma mega planta industrial na qual, a exemplo do que faz nas outras sedes, em Criciúma e Sabará (MG), a empresa produz estruturas metálicas para geração e transmissão de energia. É uma das maiores do gênero no Mundo, a número 1 da América Latina.

Além de incrementar em 200 vagas de emprego geradas na unidade matriz, em Criciúma, 2020 significou um grande incremento para a Brametal, que alcançou a marca recorde de 200 mil toneladas de estruturas metálicas produzidas, um acréscimo de 78% em relação a 2019, alcançando o faturamento histórico de R$ 1,2 bilhão, um incremento de 70% levando-se em conta o ano anterior. Por esses resultados, Brandão esteve entre os empresários catarinenses agraciados, em 2020, com a Ordem do Mérito Industrial concedida pela Fiesc.

Os destinos dos porcos

O primeiro prêmio da Rifa da Fazendinha vai para Criciúma. Margarete Mendes comprou dez bilhetes, investiu R$ 20 e teve lucro, afinal o porco que ela ganhou tem 30 quilos e um valor comercial bem maior. - Foi um grande surpresa quando eu assisti o meu nome logo no começo do sorteio - contou Margarete, que trabalha na Casa Guido, uma instituição de assistência a crianças com câncer em Criciúma. - Os amigos estão dando várias ideias, que eu crie o porco para dar cria, ou então que a gente mate ele para comer - afirmou, divertindo-se com a situação.

O segundo prêmio, também um porco, vai para Porto Alegre. A ganhadora, Débora Grivot, já fez contato com a Escola Bortolotto. - Ela ainda está vendo como vai fazer - relatou a diretora. - Em casos como esse, já temos uma empresa parceira para assessorar na retirada e no transporte do porco dentro de todas as regras sanitárias - detalhou Jussara. Débora é professora e investiu R$ 50, comprando 25 números.

O terceiro sorteado, o biomédico Guilherme Tavares, é de Joinville. Vegetariano, ele não vai ficar com o porco. Está procurando um lugar para o animal. Guilherme contou que comprou a rifa "para salvar os bichinhos". - Pois é, ele se anunciou como ganhador, hoje vamos conversar com ele - comentou a diretora da escola.

Do RS para conhecer a escola

Dilon Camilo da Silva foi o 14º sorteado. Ele ganhou uma galinha, uma cuca grande, um queijo e uma dúzia de ovos. - Esse caso foi engraçado. Uma rádio lá do Rio Grande do Sul achou ele e avisou - relatou Jussara. Ele já fez contato. - Já, sim. E contou pra gente que em outubro vai passar uns dias em Balneário Camboriú com a filha e, no caminho, vai passar por Nova Veneza. Ele quer conhecer a escola e já vai retirar os prêmios - detalhou a professora.

Outro de fora de Santa Catarina que também já se manifestou foi o sorteado com o 12º prêmio. O estudante Henrique Marsaro Tomé ganhou um galo, uma galinha, salame e torresmo, mas não vai ficar com os prêmios. Ele é de Serranópolis do Iguaçu, no Oeste do Paraná, cidade vizinha a Foz do Iguaçu, distante quase 600 quilômetros de Curitiba. - Ele mandou um vídeo para a gente autorizando um amigo, que é daqui a da região, a retirar o que ele ganhou - referiu Jussara. - O Henrique mora em um sítio, ele estuda Agronomia - completou.

E tem ganhador que ainda não foi localizado também. Yann Barros de Ferrari tem direito a um pato, salame e queijo, relativos ao 4º prêmio. - Só temos o nome completo e o CPF dele, mas não sabemos onde ele está. Seguimos procurando. Descobrimos que o Yann estudou em San Francisco, nos Estados Unidos, e que pode estar em São Paulo ou Campinas - disse Jussara. A busca continua.

A lista de ganhadores:

  1. Porco: Margarete Mendes (Criciúma)
  2. Porco: Débora Cristina Grivot (Porto Alegre)
  3. Porco: Guilherme Tavares (Joinville)
  4. Pato, salame e queijo: Yann Barros de Ferrari (não localizado)
  5. Angulista, queijo e uma dúzia de ovos: Sandra Barros (Araranguá)
  6. Aquário com peixe e salame: João Baroni (Nova Veneza)
  7. Tilápia (2kg), uma dúzia de ovos e queijo: Daiane Souza (Criciúma)
  8. Galinha e meia dúzia de ovos de peru: Paulo Renato Peruzzo (Ituporanga)
  9. Filé de tilápia (2kg), queijo e uma dúzia de ovos: Ricardo Brandão (Criciúma)
  10. Galo, galinha, salame e torresmo: Inês Ronchi (Nova Veneza)
  11. Galinha choca com pintinhos, uma dúzia de ovos e torresmo: Edson Casteler (Forquilhinha)
  12. Galo, galinha, salame e torresmo: Henrique Marsaro Tomé (Serranópolis do Iguaçu/PR)
  13. Galinha, duas dúzias de ovos e torresmo: Ilda Gava (Nova Veneza)
  14. Galinha, uma cuca grande, queijo e uma dúzia de ovos: Dilon Camilo da Silva (Canoas/RS)
  15. Salame, cuca grande, galinha e torresmo: Miguel Augusto Faraco (Florianópolis)
  16. Extra - debulhador de milho: Israel Nazário (Criciúma)

​
Dinheiro na conta

Com os 48.899 bilhetes vendidos, os R$ 97.778 arrecadados já estão na conta. A Escola Bortolotto vai promover, nos próximos dias, uma reunião da Associação de Pais e Professores (APP) para definir a aplicação dos recursos. - Mas vai ser tudo para as crianças, como já divulgamos desde quando lançamos a rifa - confirmou a diretora.

Além da festa do Dia das Crianças, incrementada pela grande arrecadação, muito superior aos R$ 15 mil inicialmente esperados, os mais de 400 alunos da escola vão em breve para a pizzaria. - Sim, vamos levar todas as turmas, separando por dias, começamos no início de outubro e vamos até o dia 15 - adiantou Jussara.

E vem nova Rifa da Fazendinha por aí. - Estamos planejando - sublinhou. E um dos prêmios principais já está garantido. - É um terneiro, que foi doado por uma pessoa aqui de Nova Veneza - detalhou Jussara. - Vamos continuar criando promoções para sempre melhorar a escola, com o nosso grande objetivo de promover a educação - finalizou.

Fonte: NSC Total

Mais notícias desta categoria

Publicidades