Publicidades

13/10/2021 | 08:26 | Geral

Torres sedia maior edição do Campeonato Brasileiro de Balonismo

Evento, que normalmente ocorre em São Paulo, começou nesta terça-feira na praia gaúcha

No total, 49 competidores participam da edição - Harleyson Almeida / Especial

Considerada a maior edição já realizada, o 34º Campeonato Brasileiro de Balonismo teve início nesta terça-feira (12), em Torres. O evento, que normalmente ocorre em São Paulo, foi trazido para o município gaúcho neste ano, como uma homenagem à localidade que tanto se dedicou ao esporte, conforme a Confederação Brasileira de Balonismo (CBB). Depois de uma noite de chuva, que só parou no começo desta manhã, o céu do Litoral Norte  ficou azul novamente, dando aval para a competição, e pode ser colorido com as cores do balonismo.

Dos 49 competidores desta edição, dois sairão vencedores e irão representar o Brasil no campeonato mundial em 2022, na Eslovênia. O maior número de participantes registrados desde a criação do evento, em 1988, era de 37. A disputa em Torres se estende até o próximo domingo (17).

Presidente da CBB, Johnny Alvarez, conhecido como Johnny do Balão, explica que, para se destacarem nas provas, os pilotos precisam direcionar o balão até marcas indicadas no solo. Definidas horas antes da competição pelos organizadores, são estabelecidas entre três e quatro marcas por dia, que mudam diariamente conforme a medição do vento.

— O que conta é a precisão. A gente determina alguns locais no solo e eles precisam se aproximar, voando. Só que balão não tem direção, então (os competidores) precisam achar o vento para chegar na marca. As equipes de solo podem ajudar, mas, nos balões, os pilotos vão sozinhos — detalha ele.

Foi do presidente a ideia de trazer a competição para a praia gaúcha. Depois de participar de um campeonato em Torres, em julho, Johnny resolveu propor para a prefeitura da cidade que o evento ocorresse no RS:

 — Resolvi trazer o campeonato como forma de homenagem a Torres e as pessoas que se dedicam a esse esporte aqui. A cidade já é um marco para o balonismo no Brasil, por realizar seu festival há tantos anos. Para se ter uma ideia, a maioria dos pilotos competitivos no país moram aqui, dos 49 disputando hoje, 19 vivem na cidade. Isso ocorre por causa do festival, eles cresceram vendo o balonismo e se tornaram grandes pilotos, o que nos deixa muito felizes.

O Festival Internacional de Balonismo de Torres, promovido pela prefeitura local, tem sua 32ª edição prevista para abril de 2022. A expectativa é de que o evento seja maior do que os anteriores, com 11 dias de competições, atrações e shows, para compensar as edições dos últimos dois anos que não foram realizadas em razão da pandemia. Secretário de Turismo local, Fernando Nery, destaca a importância da atividade no município.

— A cidade já tem uma história com o balonismo, por causa do festival que ocorre aqui, que é positivo não apenas aos competidores, mas a toda a comunidade de Torres e aos turistas, que podem aproveitar eventos, shows, gastronomia. Agora, com a maior edição do campeonato brasileiro sendo sediado aqui, vemos a força do município nesse esporte e mostramos que Torres é, efetivamente, a capital brasileira de balonismo — projeta Nery.

Antes do encerramento da edição, está previsto o Night Glow, quando os pilotos acenderão as chamas e os balões ficarão iluminados no céu, para entreter a comunidade de Torres. A ação ocorrerá na sexta (15) e no sábado (16), às 20h.

Outro marco deste ano é a realização do 1º Campeonato Brasileiro de Balonismo Feminino, que iniciou, neste sábado, paralelamente ao masculino em Torres. Antes, as participantes disputavam junto com os homens, e agora ganham um campeonato oficial, com regras internacionais. Das cinco mulheres inscritas, uma deve ser escolhida para representar o Brasil na disputa feminina mundial em 2022 — o local e data ainda devem ser definidos pela entidade internacional.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades