Publicidades

27/11/2021 | 06:57 | Geral

Microexplosão provocada por ciclone causa estragos no Oeste de SC, aponta Epagri

Órgão afirma que fenômeno ocorreu em Xanxerê e Xaxim. Danos incluem quedas de árvores e falta de energia elétrica.

Estragos causados por microexplosão em Xanxerê - Assessoria de imprensa de Xanxerê/Divulgação

A Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) confirmou nesta sexta-feira (26) o fenômeno da microexplosão provocada por ciclone em Xanxerê e Xaxim, no Oeste catarinense. As cidades tiveram estragos como quedas de árvores e postes, destelhamentos e falta de energia elétrica. O fenômeno atingiu os municípios na noite de quinta (25).

O meteorologista Marcelo Martins, da Epagri, explicou o caso. "Pelas análises, seria uma microexplosão. As características mostram que não houve retorsão, os ventos ficaram em torno de 90 km/h, na mesma direção, assim como estragos, que também caíram só de um lado", afirmou.

Segundo o meteorologista da NSC, Leandro Puchalski, a situação ocorre quando um ar muito forte desce violentamente da nuvem em direção ao solo. Quando chega, vai pelas laterais, provocando estragos.

De acordo com a Defesa Civil, a responsável pela formação dos temporais no Oeste foi a passagem de um ciclone extratropical, que está sobre o Rio Grande do Sul. Isso causa o aumento de nuvens em Santa Catarina.

O fenômeno também fez com que cidades registrassem ventos de mais de 60 km/h, o que causou alagamentos, deslizamentos e a interrupção de energia em cerca de 117 mil unidades consumidoras.

Estragos
Em Xanxerê, a Defesa Civil não conseguiu chegar em algumas localidades em razão de galhos de árvores caídas sobre a rede elétrica e rodovias.

Na Escola Municipal de Educação Básica Aparecida uma árvore foi arrancada com a força do vento e caiu sobre a cerca de proteção da unidade escolar, informou a prefeitura. Equipes foram ao local para fazer a remoção e limpeza.

Foram registrados prejuízos por conta do mau tempo na Linha Cambuinzal, Linha Invernadinha, Loteamento Lírio Tronco, onde há registro de residências destelhadas. Galhos também atingiram trechos da BR-282, SC-155 e SC-350.

Na região, o Corpo de Bombeiros realizou cortes de árvores que caíram nas ruas de Chapecó, na BR-282, em Coronel Freitas, SC-157, Seara e Serra Alta.

No Estado, cerca de 126 mil unidades consumidoras ficaram sem luz durante a noite. Nesta manhã, até as 7h30, eram pouco mais de 17,2 mil locais sem fornecimento de energia.

Fonte: G1

Mais notícias desta categoria

Publicidades