Publicidades

24/06/2015 | 18:54 | Praia Notícias | Geral

Prefeitura de Florianópolis lança plano de ação sustentável

'Estudo vai nortear de maneira técnica ações para a cidade', diz prefeito

Mobilidade, uso do solo e gestão pública estão entre os temas do plano de ação de Florianópolis (Foto: Fernando Teixeira/Divulgação)

A Prefeitura de Florianópolis lançou na manhã desta quarta-feira (24) o Plano de Ação Sustentável. O estudo aponta pontos em que a cidade está bem e em quais precisa melhorar. Conforme o plano, as ações indicadas para melhorias devem ser colocadas em prática até 2022.
“O estudo não é só para uma gestão, é para o futuro e vai nortear de maneira técnica ações importantes para a cidade. O estudo tem financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) , da Caixa, participação da Prefeitura que se desdobra em mais de 90 ações que agora estão pré-selecionadas para serem financiadas”, detalha o prefeito Cesar Souza Junior.
O documento de 263 páginas foi elaborado em quase dois anos pela Iniciativa Cidades Emergentes e Sustentáveis (ICES). Além de Florianópolis, Vitória (ES) e João Pessoa (PB) também já lançaram o programa.
Segundo a prefeitura, com o plano, a cidade terá mais facilidade para conseguir recursos estaduais, federais e internacionais para a realização de obras nas áreas que precisam de melhorias. Após o lançamento, será necessário elaborar projetos e conseguir as verbas para colocar as ações em prática.
Radiografia da cidade
O diagnóstico de 121 indicadores agrupados em 23 temas apontou sete áreas críticas a serem melhoradas em Florianópolis: mobilidade urbana, gestão integrada do saneamento básico, uso do solo e ordenamento territorial, vulnerabilidade a desastres naturais, vinculado às mudanças climáticas, e gestão pública moderna.
“Em termos de mobilidade ações já são deflagradas como o anel viário, obras de mobilidade, qualificação do transporte público. Em relação ao combate de invasões irregulares, nós precisamos melhorar a estrutura da prefeitura, termos mais recursos técnicos e tecnológicos e isso tudo é previsto no plano já com propostas de financiamento”, afirma o prefeito da capital.
Perdas de 45% no abastecimento de água 
O estudo apontou também que a coleta de resíduos sólidos atende 100% da população de Florianópolis. No entanto, apenas 5% do lixo coletado é reciclado.
Em relação ao saneamento básico e água, as perdas no sistema de abastecimento de água potável em Florianópolis somam cerca de 45%, sendo que 35% são perdas físicas ou reais. Conforme o estudo, o problema é mais perceptível durante a temporada de verão.
O diagnóstico mostra ainda que município tem cerca de 1,11% das zonas urbanas destinadas a áreas verdes, quando deveria ter pelo menos 30%.
No transporte e mobilidade, pesquisas mostram que os carros ocupam 90% da capacidade da ponte Colombo Salles e transportam cerca de 11 mil pessoas. Já os ônibus representam apenas 3% dos veículos e ocupam 1% da capacidade da via para transportar aproximadamente o mesmo número de pessoas: 10 mil passageiros.

Fonte: G1

Mais notícias desta categoria

Publicidades